Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Orquestra Jovem Tom Jobim apresenta Encontro no Memorial

24 de junho de 2010

Jovens músicos se apresentam gratuitamente dia 26 de junho no Memorial da América Latina, com regência de Roberto Sion e os convidados Heloisa Fernandes, Zeca Assumpção e Ari Colares

A Orquestra Jovem Tom Jobim apresenta o concerto Encontro no próximo dia 26 de junho, sábado, às 21h, no Memorial da América Latina. Durante a apresentação, os jovens músicos da Tom Jobim, sob a batuta do maestro Roberto Sion, encontram-se com o trio formado pela pianista Heloisa Fernandes, o contrabaixista Zeca Assumpção e o percussionista Ari Colares.

A abertura do concerto fica por conta do trio Zeca, Ari e Helô, que se reúnem para interpretar duas composições próprias da pianista, presentes em seu último disco, Candeias. O trabalho reúne melodias folclóricas e populares criadas a partir de uma pesquisa que Heloísa desenvolveu sobre o livro Melodias Registradas por Meios Não-Mecânicos. Publicado em 1946, o livro reúne 570 músicas que Mário de Andrade e colaboradores recolheram da boca do povo, sendo o primeiro livro editado sobre folclore no Brasil.

Na sequência, a Tom Jobim se reúne e executa Imagem, de Luiz Eça, Painel Jobim II, primeira peça encomendada pelo grupo jovem sobre obras de Tom Jobim, com arranjos de Laércio de Freitas, Taipe, de Zeca Assunção e Canção que Morre no Ar, de Carlos Lyra, com arranjo de Roberto Sion, regente da orquestra.

Para finalizar o concerto, o trio volta ao palco e se encontra com a Orquestra Jovem Tom Jobim para interpretar canções de cada um dos três instrumentistas do trio: Candeias, de Heloísa Fernandes, Deserta, de Zeca Assumpçãoe Dona Dindinha, de Ari Colares.

Ari Colares, Heloísa Fernandes e Zeca Assumpção
O ano de 2005 presenciou o lançamento do primeiro álbum de Heloísa Fernandes, intitulado Fruto, do qual participaram entre outros grandes colaboradores, os músicos Zeca Assumpção, contrabaixo, e Ari Colares, percussão.

Fruto abriu as portas para o encontro de Zeca, Ari e Helô dentro de uma proposta de composição da pianista. Alguns dos arranjos deste álbum foram adaptados posteriormente para esta formação ao longo dos concertos que o grupo realizava, o que resultou, mais à frente, em um novo projeto e gravação de um novo disco, desta vez em trio.

No início de 2009, Heloísa desenvolve o projeto Melodias do Brasil, trabalho que teve como alicerce a pesquisa da cultura popular brasileira encontrada nos registros colhidos por Mário de Andrade e seus pesquisadores entre 1936 e 1938. Desta pesquisa nasceram as novas composições da pianista contidas em seu recente trabalho autoral, Candeias.

Arranjado, executado e gravado com Zeca Assumpção e Ari Colares, Candeias aponta um novo caminho no que toca à apropriação de elementos da cultura popular, trazendo uma música que é o resultado da reflexão e das conversas vividas por estes músicos neste processo.

 

Clique aqui e confira mais informações sobre o concerto.