Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Horizontes Musicais retorna em agosto com diversidade de atrações

02 de agosto de 2012

Depois do recesso do mês de julho, a série Horizontes Musicais retoma os concertos didáticos em agosto com grandes atrações

O público que acompanha a série Horizontes Musicais terá a oportunidade de conhecer, em agosto, uma boa diversidade de estilos musicais, como a ópera pocket, música cênica e uma das mais importantes obras musicais de todos os tempos: História do Soldado, do compositor russo Igor Stravinskty.

Ao todo serão oito concertos e quem inicia a série é o Ópera Portátil, grupo que trouxe a ópera Bastião e Bastiana de Mozart para os Horizontes Musicais em 2011. Neste ano, o grupo encena La Serva Padrona, obra-prima do italiano Giovanni Battista Pergolesi, escrita em 1733, adaptada para uma realidade atual.

Na sequência, o músico e compositor Tim Rescala apresenta sua obra, que tem como característica a utilização do texto, fazendo com que os intérpretes toquem e falem ao mesmo tempo, numa mistura conhecida como música cênica.

O outro destaque do mês é a execução da História do Soldado pelo grupo Percorso Ensemble, dedicado à interpretação da música do século XX e XXI. 

A peça do compositor russo Igor Stravinsky resgata o mito medieval do Dr. Fausto. Um soldado vende seu violino, que representa sua alma, ao Diabo. Ao descobrir a situação em que se encontra, ele passa a lutar de todas as formas para reaver seu instrumento.

Em 2012, a série contará com 16 grupos musicais convidados que farão 45 apresentações em 24 palcos nos teatros dos Centros Educacionais Unificados (CEUs) onde se encontram polos do Guri e em espaços culturais da região metropolitana.

A série tem dois amplos objetivos: trabalhar a ampliação de repertório dos alunos do Guri – para essa tarefa, convidou músicos como o acordeonista Toninho Ferragutti e grupos como o Trio Curupira e Percorso Ensemble; e estimular a formação de público, tarefa indicada para artistas e grupos como Wadaiko Sho, Tim Rescala, A Barca, Ópera Portátil, entre outros.

A série aulas-espetáculo ganhou nova denominação – Horizontes Musicais – em 2011 quando recebeu patrocínio exclusivo do Bank of America Merrill Lynch e apoio institucional do Ministério da Cultura por meio da Lei de Incentivo à Cultura, que se repetem em 2012. Acontece entre os meses de março e novembro e todos os concertos são gratuitos e abertos ao público.

Veja a programação de agosto

03-ago, sex|16h Ópera Portátil CEU Inácio Monteiro
07-ago, ter|16h Tim Rescala CEU Alvarenga
08-ago, qua|11h Tim Rescala CEU Vila Curuçá
08-ago, qua|16h Tim Rescala CEU Parque Veredas
10-ago, sex|16h Percorso Ensemble  CEU Navegantes
17-ago, sex|16h Ópera Portátil  CEU Casa Blanca
24-ago, sex|16h Ópera Portátil  CEU Perus
27-ago, seg|16h Percorso Ensemble  CEU São Rafael
31-ago, sex|16h Percorso Ensemble  CEU Parque São Carlos

CONHEÇA OS GRUPOS

Ópera Portátil

O grupo surgiu em 2005 com a intenção de levar ao público, de forma tradicional e encenada, óperas de curta duração e de roteiro agradável, explorando a comicidade refinada com o objetivo principal de conquistar novas plateias e proporcionar a muitas pessoas a possibilidade de um primeiro contato com este universo tão mágico e peculiar. Ópera Portátil já lançou em DVD três de suas produções, gravadas em temporadas no Teatro Tucarena, entre 2007 e 2009. 

Em 2011, a companhia apresentou a ópera Bastião e Bastiana na série Horizontes Musicais. Em 2012, o grupo traz La Serva Padrona, de Giovanni Battista Pergolesi, que obteve o terceiro lugar na votação do público de Melhor Concerto de 2011 pelo Guia da Folha de São Paulo.

Música Cênica de Tim Rescala

O compositor Tim Rescala trabalha com teatro musical desde o final da década de 1970, tendo escrito peças para variadas formações de câmara além de uma ópera infantil, A Orquestra dos Sonhos, utilizando recursos cênicos aliados à música.
 

A principal característica de seu trabalho é a utilização do texto, fazendo com que os intérpretes toquem e falem ao mesmo tempo. A fala é então mais um parâmetro interpretativo, gerando, naturalmente, uma nova postura no palco. 

Outro elemento que caracteriza o teatro musical de Tim Rescala é o humor, presente na maioria de suas obras cênicas. Desde que começou a fazer música para teatro, os recursos cênicos passaram a ser constantes em sua música de concerto incorporando-se de forma tão natural em seu trabalho que tornou-se difícil estabelecer um limite entre o que é música e o que é teatro.

Percorso Ensemble

Dedicado à divulgação de obras dos séculos XX e XXI, o Percorso Ensemble, fundado em 2002 pelo maestro e percussionista Ricardo Bologna, é formado por instrumentistas influentes no cenário musical paulista. 

O grupo tem como um dos objetivos despertar no público o interesse pela música contemporânea e estimular a criação de novas obras. Estreou peças de compositores como Flo Meneses e Iannis Xenakis.

Em 2007, lançou o CD Berio+ com obras de Luciano Berio, Arrigo Barnabé e Eduardo Álvares. Também gravou em outro CD peças de compositores brasileiros do século XXI. 

Apresentará ao público dos Horizontes Musicais um de seus primeiros concertos executados: A história do soldado, do compositor russo Igor Stravinsky, impactante obra musical e cênica, marco na história da música do século XX, escrita em 1918.

Saiba mais sobre a série Horizontes Musicais aqui.