Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Bolsista da Banda Sinfônica Jovem do Estado participa de festival na Alemanha

20 de outubro de 2014

Contrabaixista da Banda Sinfônica Jovem do Estado desde 2013, Webster Silas foi selecionado para participar, em agosto deste ano, da Academia de Verão do Colégio de Música da Escola Pommersfelden, na Alemanha, vinculada ao festival Pommersfelden, que, assim como o colégio, é um dos mais antigos e respeitados festivais da Europa. O aluno da EMESP Tom Jobim, de 19 anos, foi contemplado com uma bolsa de estudo por meio do programa de intercâmbios do Mozarteum Brasileiro.


(Foto: Divulgação)

“Eu me inscrevi enviando um vídeo em que tinha que tocar uma peça de no mínimo 10 minutos. Por fim, chegou uma mensagem do Mozarteum informando que eu havia sido selecionado para estudar em Pommersfelden”, conta Webster.


Essa foi a primeira experiência internacional do aluno e integrante da Banda Sinfônica Jovem do Estado, que disse ter ficado impressionado com o nível de conhecimento dos bolsistas que participaram do festival. “A experiência foi muito boa, pois tive a oportunidade de conhecer pessoas de 23 países, além der ter sido regido por quatro maestros diferentes que me ensinaram muito em tão pouco tempo”, revela.


O festival de Pommersfelden, que acontece em um castelo da cidade, contempla repertório orquestral e música de câmara. “O que fiz do primeiro ao último dia foi estudar, tentar interagir o máximo possível com os outros estudantes e conhecer cada vez mais a cultura do país. Toquei muitas peças importantes, dentre elas, a Sinfonia nº 4 de Tchaikovsky e a Sinfonia nº 7 de Beethoven”, relata.


“Também realizei um duo de uma peça do compositor Gioachino Rossini para contrabaixo e violoncelo com a professora Beate Altenburg, que se apresenta com a Staatskapelle Berlin. Foi incrível estar com ela. Durante todos os dias, a gente tinha ensaios de tutti pela manhã e de naipe à tarde. Os concertos que realizamos no castelo aconteciam sempre de sexta, sábado e domingo”, conta.


Webster ingressou na EMESP Tom Jobim em 2010 e teve aulas de contrabaixo com o professor Cláudio Torezan. Atualmente, o aluno faz prática de choro e música de câmara na Escola. “Hoje, sou muito grato ao Cláudio, pois ele sempre me incentivou a me empenhar cada vez mais no estudo do instrumento. A melhor coisa que eu poderia ter feito para a minha formação musical foi ter entrado na EMESP e estar até hoje. Espero aproveitar ao máximo o que essa instituição oferece e o que as pessoas incríveis podem me proporcionar”, finaliza.

 

 

por Marcus Vinicius Magalhães