Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Ópera Estúdio encanta o público do Festival de Campos do Jordão

25 de julho de 2011

Uma montagem em formato pocket de uma das óperas de maior sucesso de público e crítica de Wolfgang Amadeus Mozart abriu a programação artística do último domingo, 17 de julho, do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão.  Com direção e narração de Mauro Wrona, os alunos do curso avançado Ópera Estúdio da EMESP Tom Jobim interpretaram A Flauta Mágica, acompanhados pela Camerata Guarulhos, com regência de Emiliano Patarra.
 

 

Focalizando os momentos principais do enredo, as cenas foram unidas pela narração de Mauro Wrona, que serviu para dar continuidade e uma visão global da obra.
 

Wrona iniciou contextualizando o compositor e sua obra. “Mozart foi o maior expoente do Classicismo, período que durou de 1750 a 1800. A Flauta Mágica estreou dois meses antes de sua morte. Nesta ópera, o compositor reúne todas as ideias musicais do século XVIII, a opulência vocal italiana, o humor folclórico do Singspiel alemão, a ária solista, o conjunto da ópera buffa e até mesmo as cenas corais mais solenes”, contou. E completou: “A ação da Flauta Mágica está relacionada com os ensinamentos e as cerimônias da maçonaria, da qual Mozart fazia parte”.

No decorrer da encenação, o público foi brindado com árias como a famosa Der Hölle Rache kocht in meinem Herzen , da Rainha da noite,  e o dueto de Papageno e Papagena.  A Flauta Mágica tem a proeza de ser um espetáculo de comunicação direta com o público, sem abrir mão da sofisticação. Com elementos tanto para cativar o "leigo" quanto para garantir a admiração do especialista. Não foi diferente com o público que lotou a Praça do Capivari no domingo.