Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Guris são destaque em concurso de violão

03 de julho de 2012

Dois estudantes do polo São Rafael e um do polo Rosa da China foram premiados nas categorias erudito e popular do concurso do Conservatório Villa-Lobos, em Osasco 

Cinco alunos de violão do polo São Rafael e um aluno do polo Rosa da China participaram, no mês de junho (9), do 7º Concurso de Violão do Conservatório Villa-Lobos da Fito – Fundação Instituto Tecnológico de Osasco e foram destaque nas categorias em que se apresentaram. 

Henrique da Silva, 10 anos, aluno do polo São Rafael, foi o vencedor na categoria violão erudito com até 11 anos; Lucas Cardoso de Oliveira, 13 anos, também estudante do polo São Rafael, ficou em terceiro lugar na categoria erudito até 13 anos; e Raul Sposito Orenga, matriculado no polo Rosa da China, ficou em 3º lugar na categoria violão popular até 17 anos. 

Também participaram do concurso: Sarah Sena da Silva, 12, Claiton Carvalho da Silva, 14, e Asael João da Silva, 19. Estavam inscritos nas categorias Violão Erudito e Adulto, respectivamente. 

Todos tiveram aulas com o professor Alexandre Ribeiro, que os incentivou a se inscreverem e estudarem para o concurso. O professor os acompanhou o tempo todo. Foi a primeira vez que Alexandre levou seus alunos a um concurso e ficou surpreso com o ótimo resultado. “Sempre vi potencial. Queria expandir seus horizontes, para que eles conhecessem como funciona o universo musical fora do (Programa) Guri. E todos se saíram muito bem”, comemora. Alexandre conta que deixou seu violão com os alunos para que eles pudessem estudar com um instrumento apropriado para o concurso, que contou com concorrentes de todo o estado de São Paulo. 

Henrique, o caçula da turma, foi quem se saiu melhor diante de tanta gente. “Foi uma chance tocar e mostrar o que aprendi”. Ele diz que não ficou nervoso, mesmo tendo chegado alguns minutos antes de se apresentar – Henrique, que está no Guri desde 2010, foi o primeiro a subir ao palco no sábado. 

Asael conta que o grupo quase perdeu a possibilidade de se apresentar porque o ônibus que leva até a região o local do campeonato demorou para passar. “Chegamos no minuto que encerravam as inscrições, mas tudo deu certo. Fui com o intuito de participar, foi a primeira vez que estive em um concurso. Lá eu vi como todos eram muito bons”. Asael trabalha em uma rede de drogarias, e diz que saiu do trabalho às 6 da manhã e foi direto para a Fito. “Fiquei lá até as 6 da tarde e depois voltei para o trabalho”. 

A menina Sarah lembra que ficou muito nervosa e isso a atrapalhou bastante na execução das peças – uma de confronto e outra da escolha do concorrente. “Na próxima vez acho que estarei mais segura”. Lucas, que estuda no curso Preparatório da EMESP Tom Jobim recorda que estudou muito. “Chegava no Guri duas horas antes das aulas e ficava estudando. Na minha turma tinham 9 concorrentes muito bons. Tive a sensação que podia fazer melhor, mas fiquei feliz com o resultado. Eu aprendi que o segredo é estudar, pois se você acha que já está bom, tem sempre alguém melhor”.

Para o professor Alexandre, o que valeu foi a experiência “de se apresentaram para uma banca examinadora e uma plateia exigente. Todos mostraram segurança na hora de executar o repertório, foram até o fim”.  

Todos os alunos do Guri receberam certificado de participação. Lucas, Raul e Henrique também ganharam medalhas além de CDs e métodos de ensino.