Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Guri Santa Marcelina é lançado na Sala São Paulo

10 de novembro de 2008

Alunos e professores do programa emocionaram a platéia em noite de festa

Evento de Lançamento - Sala São PauloA noite do último domingo, dia 09 de novembro, foi de festa para o Guri Santa Marcelina. O programa foi lançado na Sala São Paulo, para aproximadamente 1000 convidados, entre autoridades, membros da Congregação das Irmãs de Santa Marcelina, alunos, pais, comunidades, colaboradores da Santa Marcelina Cultura e parceiros.

Samuel Kerr, maestro e membro do Conselho Administrativo do programa, conduziu o cerimonial, que teve a ilustre presença do Secretário de Estado da Cultura, João Sayad, que representou também o Governador do Estado de São Paulo, José Serra. Em seu discurso, Sayad enfatizou o porquê ensinar música para as crianças: “As artes são um direito fundamental. A música é uma forma adicional de aprender o mundo”.

Paulo Zuben, gerente-executivo da Santa Marcelina Cultura, e a Irmã Rosane Ghedin, Presidente da Santa Marcelina Cultura, também deram as suas palavras durante o lançamento. A Irmã Rosane comemorou a noite: “Estamos em festa. Nossos corações explodem de alegria”. 

APRESENTAÇÕES MUSICAIS

Evento de Lançamento - Sala São PauloAlunos e professores do Guri Santa Marcelina se apresentaram durante a noite, demonstrando a riqueza do programa e o que foi realizado nos últimos 10 meses de trabalho.

A primeira atração foi o Grupo de Metais e Percussão dos Professores do Guri Santa Marcelina, que apresentaram a “Fanfare for the Common Man”, de Aaron Copland, sob a regência de Ricardo Appezzato.

Máximo Eduardo Tosta Melo, aluno de eufônio, fez uma apresentação solo do movimento número 5, dos 6 estudos folclóricos ingleses, de Ralph Vaughan Williams.

Também passaram pelo palco os alunos de coral do Guri Santa Marcelina do CEU Cidade Dutra e do CEU Perus, com o acompanhamento de Uirá Kuhlman ao piano.

Os alunos do CEU Cidade Dutra foram regidos por Aline Sardão Costa e apresentaram as canções “Dona Nobis”, de Mozart (atribuído), e a tradicional música africana “Mangwene Mpulele”.

Já o grupo de coral do CEU Perus, sob regência da professora Lidiana Mincov Elbert, apresentou a música folclórica hebraica “Hine Mah Tov” e “Lua Depois de Chuva”, do compositor brasileiro Oswaldo Lacerda. 

BIS

Evento de Lançamento - Sala São PauloAo final, os dois coros se juntaram para cantar “Maracangalha”, de Dorival Caymmi, com acompanhamento de metais e percussão. A apresentação emocionou a platéia e recebeu um pedido de bis do anfitrião Samuel Kerr. Os aplausos foram dados em pé e as crianças saíram com a sensação de trabalho cumprido: “Foi muito legal. A emoção é tão grande que chega a arrepiar os cabelos”, disse Antônio Rodrigues da Silva Queiroz, aluno de eufônio do CEU Cidade Dutra.

Os pais também se sentiram realizados: “Eu estou orgulhoso da minha filha participar de um evento tão legal como este. Para mim é ótimo, sensacional mesmo”, disse Edmir Ribeiro dos Santos, pai de Karine Barbosa dos Santos, aluna de violino do CEU Perus.

Para Ricardo Appezzato, coordenador pedagógico do Guri Santa Marcelina, o espetáculo foi resultado de um trabalho intenso. “É um sonho realizado depois de 10 meses de trabalho. As crianças estavam muito bem, estavam muito felizes, então não tinha como não contagiar a platéia”, finalizou.

Na seqüência das apresentações, um coquetel foi oferecido aos convidados, que puderam conferir também uma exposição de fotos de André Mantelli, feita especialmente para o Guri Santa Marcelina, com cenas de aulas e concertos didáticos.

Ricardo Appezzato e o Grupo de Metais e Percussão do Guri Santa Marcelina