Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Festival de Composição do Ateliê de Criação Musical da Tom Jobim ? EMESP

12 de novembro de 2009

Grupo Durum executa 12 obras de estudantes nos dias 16 e 23/11 na unidade Luz

Entre os meses de maio e agosto deste ano, doze alunos do Ateliê de Criação Musical da Tom Jobim – Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP) desenvolveram obras para instrumentos de percussão, sob orientação do professor Eduardo Guimarães Álvares. Na próxima semana, as obras destes alunos serão executadas pelo Grupo Durum Percussão Brasil, formado pelos músicos profissionais Fernando Chaib, Leopoldo Prado, Ricardo Appezzato, Richard Fraser e Rodolfo Vilaggio. As apresentações acontecem nos dias 16 e 23 de novembro, sempre às 17h, na sala 604 da unidade Luz da Tom Jobim – EMESP.

“É raro ser dada ao estudante de composição brasileiro a oportunidade de ter a sua obra executada, de ter um curso voltado à prática. Essa é justamente a proposta do Ateliê de Criação Musical da Tom Jobim – EMESP, criar um espaço de expressão para os alunos”, revela o professor Eduardo Guimarães Álvares. “A sensação da primeira audição é inigualável. O aprendizado maior é a realização, é o estudante poder escutar o que criou”, explica o professor.

“Trabalhamos durante meses com os alunos do Ateliê de Criação Musical, em um momento inicial ao definir, ao lado do professor Eduardo Álvares, os instrumentos de percussão que eles poderiam utilizar e, em um segundo momento, interpretando no Estúdio Musical do Durum aquilo que eles escreveram. Nestas ocasiões, em que trabalhamos individualmente com os alunos, a partitura quando executada, por vezes, não correspondia à sonoridade imaginada por eles”, afirmou Ricardo Apezzato, integrante do Grupo Durum e coordenador pedagógico do Programa Guri Santa Marcelina.

Ateliê de Criação Musical – No dia 16 de novembro, segunda-feira às 17h, na sala 604 da unidade Luz da Tom Jobim – EMESP, serão executadas as seguintes obras: Una Noche Contigo, de Daniel Ricca, 23ºN – 83º O – Peça para percussão, de Pedro Paulo, Ondas Radiopercussiofônicas, de Anderson Porto Martins, Vou-me Embora de Pasárgada, de Marcos de Luca, Noite dos Tambores, de Henrique Ramiro, e Tico Turco, de Lucas Coutinho.

No dia 23 de novembro, no mesmo horário e local, o Grupo Durum irá interpretar Metaformose, de Conrado Vieira, Improviso – Peça para percussão, de João Zamboni, Cachadaço, de Carlos Petrini, Há Saci no Samba, de Caio Kenji, Ósculo, de Nayana Di Giuseppe Germano, e Prefácio, de Ivan Simurra.