Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Alunos do Guri dominam concursos de violão

22 de novembro de 2016

Alunos de violão do Guri dominaram os primeiros lugares das categorias de base de duas das mais tradicionais competições de violão do país, o Concurso Souza Lima e o Concurso Nacional Musicalis. Ambos têm turnos divididos por idades – I (até 11 anos), II (até 14), III (até 17) e IV (sem limite) –, e premiaram crianças e adolescentes dos polos CCA Itaquera e CEU São Mateus.

A 27ª edição do Souza Lima, que aconteceu nos dias 12 e 13 de novembro, premiou no turno I Gabriel Ribeiro, de 9 anos, (CCA Itaquera); Lucas Silva, 13 anos (CEU São Mateus) ficou em segundo lugar no turno II; e também em segundo, no turno III, ficou Lucas Henrique Silva, de 15 anos (CEU São Mateus).

Já no Musicalis, que completou sua 20ª edição, Lucas Silva conquistou o primeiro lugar no turno II, e o turno III os dois primeiros lugares ocupados por alunos do Guri: Guilherme Guedes, 17 (CEU São Mateus), em primeiro, e Henrique Silva em segundo.

Todos os jovens premiados são alunos de Alexandre Ribeiro de Oliveira. Professor do Guri Santa Marcelina e teorbista de carreira internacional, Ribeiro assiste, há 5 anos, seus alunos conquistando os primeiros lugares dos principais concursos nacionais.

“Eu participava desses concursos no final dos anos 1990, quando tinha a idade deles. Ver os alunos chegando sem experiência e poder estimulá-los a ir além de onde eu fui é um privilégio inenarrável”, conta o professor. “Alunos vencedores das primeiras edições estão hoje terminando a faculdade, dando aulas, estudando com grandes professores do violão erudito mundial, como Fabio Zanon, Paulo Martelli e Everton Gloeden.”

Ele segundo Ribeiro, o trinfuo em um concurso não assegura uma carreira artística, mas é fundamental para a formação do instrumentista. “O concurso possibilita um estímulo para estudo que não é possível de outra forma. Para se ter uma ideia, muitos dos representantes de destaque do violão da minha geração passaram por esses concursos, como Thiago Abdalla e Chrystian Dozza.”

Além de troféus e certificados, os jovens premiados receberam também violões e materiais para estudo.