Santa Marcelina Cultura

MENU

Workshop de Violino com Paulo Bosísio

No dia 25 de outubro, às 14h30, o violinista Paulo Bosísio apresenta o workshop O Estudo do Violino como Ciência, Arte e Ferramenta de Expressão no auditório da EMESP Tom Jobim.

Durante a atividade, o músico abordará a integração do instrumento com o corpo, conceitos técnicos do estudo do violino e aplicação de processos de estudo para desenvolvimento no instrumento. A segunda parte do workshop será aberta para perguntas e dúvidas.

Nascido em 1950 no Rio de Janeiro, Paulo Gustavo Bosisio estudou violino com Yolanda Peixoto e análise musical com Esther Scliar, e posteriormente na Europa com Max Rostal. Formou-se com grau máximo e distinção.

Na qualidade de concertista apresentou-se como solista de orquestra, recitalista e camerista, por diversos países europeus. No Brasil, solou com todas as orquestras importantes do cenário musical.

É professor do bacharelado de violino na UNI-RIO e convidado para os mais importantes cursos e festivais no Brasil. Alguns de seus alunos foram premiados em importantes concursos nacionais e internacionais.

Foi fundador e por dezessete vezes diretor artístico do Curso Oficina de Música de Curitiba, festival que por vezes congregou cerca de mil e duzentos participantes, onde foi criado o “Simpósio Latino Americano de Música”. Para estes festivais, várias peças de compositores brasileiros foram especialmente encomendadas.

Como primeiro violino do Quarteto da UFF, excursionou na Inglaterra e na Escócia, com programa exclusivamente brasileiro, fazendo gravação dele para a BBC. Também com este quarteto realizou a primeira gravação mundial do Quarteto nº 4, de Villa-Lobos. Como solista e camerista realizou inúmeras primeiras audições de música brasileira

Participou das mais diversas Bienais de Musica Contemporânea, executando em primeira audição mundial peças de José Penalva, Sonata para violino solo, de David Korenchendler, além de inúmeras outra obras. Foi diretor artístico e spalla da Orquestra de Câmara Brasil Consorte, que estreou várias obras em primeira audição.

Gravou para a Orquestra de Câmara de Curitiba, atuando como maestro, com programa inteiramente brasileiro obras de Santoro, Emani Aguiar, H. Morozowicz e Guerra-Peixe. Executou em primeira audição no Brasil a Sonata nº 5, de Cláudio Santoro.

Em concertos no ano de 2004, com a parceria da pianista Lílian Barretto, executou programa integralmente brasileiro nos festivais “Festival Musical du Chateâu de Ia Follie”, da Bélgica e “Festival di Grottammare”, segunda edição, da Itália.

Data: 25/10/2019

Horário: 14:30

Local: Auditório Zequinha de Abreu – EMESP Tom Jobim

Largo General Osório, 147, Luz, São Paulo – SP

Entrada: Franca