Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Naná Vasconcelos abre Horizontes Musicais

27 de março de 2014

Série chega ao seu quarto ano, totalizando cerca de 200 concertos didáticos espalhados por toda a Região Metropolitana de São Paulo. Para estrear com o pé direito, o percussionista Naná Vasconcelos e o violoncelista Lui Coimbra, fizeram a abertura da série no Grande Auditório do MASP, na última quarta-feira, dia 26.

Conhecido pela amplitude de seu trabalho, Naná Vasconcelos é um dos músicos brasileiros mais respeitados internacionalmente, oito vezes eleito o melhor percussionista do mundo pela revista americana Down Beat, além de também ganhar oito vezes o prêmio Grammy, o percussionista conseguiu agradar em cheio o público com toda sua pluralidade musical.

No palco, a atuação de Naná conduz toda a plateia a uma fascinante viagem para desbravar a arte do universo musical, com estilo próprio, em um misto de alegria e conhecimento. "Eu não conhecia o Naná Vasconcelos, mas achei impressionante o que ele faz com o instrumento", comenta empolgada Rebeca Emily de Almeida, de 11 anos, aluna do curso de percussão do Centro Educacional Unificado (CEU) São Mateus.

Entusiasmados, os pequenos guris entram no universo musical do músico, chamado de "A Música", pelo cineasta italiano Bernardo Bertolucci, Naná Vasconcelos eleva as riquezas brasileiras, além de passar um pouco das suas experiências pelo mundo, já que viveu mais de 30 anos fora do país. "No Brasil está tudo aqui, mas é preciso estudar. Agora, estamos no ciclo da tecnologia, onde está tudo muito disponível, por isso o instrumento não tem limitações", explica.

Este ano, a série Horizontes Musicais, tem como proposta complementar o que foi feito nos últimos três anos, com grupos que dialoguem com a série anterior, além de ampliar as possibilidades de grupos e manifestações musicais, como grupos sinfônicos e, outros que trazem a música como manifestação popular, como a bateria da escola de samba Mocidade Alegre e Eder "O Rocha" com o Maracatu. "É uma série de sucesso, com adesão muito grande dos alunos e resultados muito bons, não só nas comunidades trabalhadas como os artistas, que conhecem um novo tipo de público", sintetiza Ricardo Appezzato, coordenador pedagógico do Programa Guri e curador da série.

Este ano, serão realizados 50 concertos gratuitos, entre os meses de março e novembro, reunindo ao todo 30 grupos musicais, entre eles a violista Jennifer Stumm, Trio Corrente, entre outros.