Santa Marcelina Cultura

MENU

José Luiz Braz

Bacharel em música, com habilitação em clarinete pela Universidade Estadual Paulista-UNESP e pós-graduado em Psicologia junguiana pela Facis/IJEP.
Foi bolsista de aperfeiçoamento pela Fundação Vitae, de 2003 a 2005 sob orientação de Sérgio Burgani, iniciando sua pesquisa encomendando peças para clarinete solo criadas por compositores brasileiros, dentre eles: Nailor Proveta, Edson Zampronha, André Mehmari, Douglas Braga, Marcos Pantaleoni, Leonardo Martinelli, Alexandre Travassos, entre outros. Pesquisa esta que anos mais tarde, resultaria na criação do espetáculo In’ Diálogos – Clarinete Solo e Intervenções Artísticas, que teve sua estreia em 2015, com apresentações no CCSP, Centro Cultural Aúthos Pagano, Memorial da América Latina, Auditório Ibirapuera, etc.
José Luiz integrou a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo de 1998 a 2001, Orquestra Jovem da Escola Municipal de Música de 1996 a 1998, Banda Sinfônica de São Bernardo do campo, Banda Sinfônica do Estado de São Paulo (BSESP) de 2001 a 2017, Ensemble Brasileiro de Música Moderna e participou como solista a frente da Orquestra de Câmara da UNESP, da BSESP e da Banda Sinfônica Jovem do Estado de São Paulo. Nesse interim, foi premiado no 14° Concurso Nacional Ritmo e Som (UNESP) de 2002, e no XVI Concurso de Jovens Solistas de Piracicaba em 2003.

Em 2007, participou do 43º Festival Música Nova com o “Ensemble Opera Nova Zürich”. Em 2012, participou do Festival Música de Agora no Itaú Cultural e do Festival Internacional Música Estranha no CCSP em 2014 e 2015.

Participou do disco Panorama do choro paulistano contemporâneo com Alexandre Ribeiro e Gian Correa; em 2018, do disco Música Livre do saxofonista e compositor Douglas Braga e do primeiro disco do grupo contemporâneo Câmaranova em 2019, o espetáculo In’ Diálogos é apresentado no 12° Encontro Brasileiro de clarinetistas e claronistas, realizado na USP.

Foi professor do Projeto Guri, Orquestra SENAI/SP, Projeto Mario de Andrade, entre outros; e Até julho de 2019, lecionou clarinete no Instituto Baccarelli, trabalhando com crianças da comunidade de Heliópolis, além disso, desde2009, orienta vestibulandos de clarinete para ingresso nas principais universidades de São Paulo, obtendo excelentes resultados, através de um olhar humanístico em sincronicidade com a técnica do instrumento, proporcionando aos seus alunos um desenvolvimento pessoal e artístico.

Atualmente é responsável pelo curso de clarinete da Escola do Auditório Ibirapuera, participa do espetáculo Fábulas de La Fontaine, é clarinetista do Quinteto Moderno de Sopro, integra o grupo Câmaranova e é diretor geral do espetáculo In’ Diálogos – Clarinete Solo e Intervenções Artística.