Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Quinteto de metais da Juilliard School faz apresentação única no MASP

30 de setembro de 2016

O grupo residente do conservatório nova-iorquino American Brass Quintet mescla repertório clássico e contemporâneo, com obras de Claudio Monteverdi, Joan Tower, do brasileiro Osvaldo Lacerda, entre outros

 

No sábado, 1º de outubro, o American Brass Quintet, grupo de metais residente da Juilliard School, um dos conservatórios de música mais renomados do mundo, se apresenta no Auditório MASP Unilever. O concerto será às 16h com ingressos de R$ 20 a R$ 40. Durante a passagem por São Paulo, os músicos também ministram masterclasses a alunos da EMESP Tom Jobim e do polo Guri no CEU São Carlos, na zona leste da capital. 

A vinda do grupo é fruto da parceria firmada em 2010 entre a Santa Marcelina Cultura – responsável pela gestão de dois programas de educação musical do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Estado da Cultura – e a Juilliard School e integra uma agenda que se estende até novembro, com atividades pedagógicas e concertos no Brasil e EUA, envolvendo músicos das duas instituições. 

Com Kevin Cobb e Louis Hanzlik (trompetes), Eric Reed (trompa), Michael Powell (trombone) e John Rojak (trombone baixo), o American Brass Quintet apresenta um repertório diversificado, incluindo obras contemporâneas como do pianista brasileiro Osvaldo Lacerda, um dos artistas que mais se especializou nos estudos dos ritmos tradicionais do Brasil. Eles interpretam ainda composições de grandes nomes norte-americanos da atualidade, como Joan Tower, Kenneth Fuchs e David Sampson. 

O American Brass Quintet é internacionalmente reconhecido como um dos melhores grupos de câmara da atualidade e uma referência em metais. Em 2013, recebeu o maior prêmio de música de câmara dos Estados Unidos, o Richard J. Bogomolny National Service Award. Já se apresentou na Ásia, Austrália, Américas do Sul e Central, Europa, Oriente Médio e excursionou por todos os estados norte-americanos. Em sua discografia, são mais de 60 gravações e o novo projeto com composições próprias do grupo tem lançamento previsto para o início de 2017.

 

Repertório:

Três Canções Venezianas (Arr. Raymond Mase)

GIOSEFFO GUAMI (1540-1611) Canzon 19

ANDREA GABRIELI (1520 – 1586) Ricercar del sesto tuono

BASTIAN CHILESE (aprox. 1600) Canzon 22

OSVALDO LACERDA (1927 – 2011)

            Quinteto Concertante

            Chóte

            Scherzo

            Seresta

            Rondó

JOAN TOWER (1938-) Copperwave (2006)

KENNETH FUCHS (1956-) Brass Quintet No. 2 “American” (2016)

CLAUDIO MONTEVERDI (1567-1643) Três Madrigais (Arr. Raymond Mase)

                                                              Si ch’io vorrei morire

                                                              Non piu guerra, pietate

                                                              Ah dolente partita

DAVID SAMPSON (1951-) Chesapeak

1.      Morning in Annapolis/ Setting Sail

2.      Full and By

3.      Bloody Point

4.      St. Michaels/ Crab Claw

Serviço:

American Brass Quintet no Auditório MASP Unilever

Data: 1º de outubro, sábado

Horário: 16h

Local: Auditório MASP Unilever

Endereço: Avenida Paulista, 1578 – Cerqueira César, São Paulo

Capacidade: 374 lugares

Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$20 (meia). Vendas online pelo site ingressorapido.com

Duração: 60 minutos (aproximadamente)

Classificação indicativa: Livre

Acessibilidade: sim

 

Parceria Santa Marcelina Cultura e Juilliard School

Iniciada em 2010, a parceria entre a Santa Marcelina Cultura e a Juilliard School tem se fortalecido a cada ano, com o objetivo de promover o intercâmbio de estudantes e professores norte-americanos e brasileiros. Desde que foi firmada, o conservatório envia alguns de seus profissionais para temporada de atividades em São Paulo, onde minstram master classes, workshops e realizam concertos didáticos, assim como também recebe alunos e professores da EMESP Tom Jobim e Guri, instituições ligadas à Santa Marcelina Cultura.

 

Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim

Com mais de 20 anos de atuação, a Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP Tom Jobim) tem como objetivo a formação dos futuros profissionais da música erudita e popular. Com um corpo docente altamente qualificado, a EMESP vem construindo um projeto pedagógico inovador, com foco no ensino de instrumento, no convívio dos alunos com grandes mestres e nas práticas coletivas (música de câmara e prática de conjunto), além de disciplinas teóricas de apoio. Em constante diálogo com as principais instituições de formação musical do Brasil e do mundo, a EMESP oferece a cada ano centenas de shows, concertos, workshops e master classes. A EMESP Tom Jobim tem em sua estrutura pedagógica a Orquestra Jovem do Estado, Banda Sinfônica Jovem do Estado, Coral Jovem do Estado e Orquestra Jovem Tom Jobim, que oferecem bolsas para alunos da Escola em fase de pré-profissionalização. Outros cursos avançados como o Ópera Estúdio e o Núcleo de Música Antiga são referência nacional. A EMESP Tom Jobim é uma escola do Governo de São Paulo gerida em parceria com a Santa Marcelina Cultura, Organização Social ligada à Secretaria de Estado da Cultura.

 

Guri – capital e Grande São Paulo

O Guri é um programa de educação musical e inclusão sociocultural para 13 mil crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos em 46 polos da capital e em cidades da Região Metropolitana de São Paulo. Sob gestão da Santa Marcelina Cultura, Organização Social (OS) qualificada pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, o programa proporciona uma educação musical de qualidade aliada a um trabalho social transformador. O objetivo é oferecer aos alunos e familiares, na maioria moradores de regiões de alta vulnerabilidade social, apoio e experiências capazes de transformar a realidade em que vivem. Com todo o suporte que o Guri oferece, os alunos e familiares encontram um novo caminho na busca de oportunidades e na construção da autonomia.

 

Sobre a Santa Marcelina Cultura

Criada em 2008, a Santa Marcelina Cultura é uma associação sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social de Cultura pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura. É responsável pela gestão do programa Guri da capital e região Metropolitana de São Paulo e da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim (EMESP Tom Jobim). O objetivo da Santa Marcelina Cultura é desenvolver um ciclo completo de formação musical integrado a um projeto de inclusão sociocultural, promovendo a formação de pessoas para a vida e para a sociedade.