Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Orquestra Jovem do Estado faz sua primeira turnê nos EUA

20 de março de 2015

A Orquestra Jovem do Estado desembarca em março nos EUA para realizar um concerto em Washington e outro em Nova York. A turnê tem o patrocínio do Bank of America Merrill Lynch, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura do Brasil, e apoio do Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo.

 
A Orquestra faz concerto no domingo 22 de março, às 19h30, em Washington, como uma das atrações do festival internacional Kennedy Center for the Performing Arts,IBERIAN SUITE: global arts remix, que reúne em sua programação música, dança, teatro, artes visuais e ainda literatura, desenho e moda. Com a participação especial da soprano norte-americana Harolyn Blackwell – cantora lírica de destaque nas principais casas de ópera e musicais da Broadway –, a apresentação será na prestigiada Concert Hall, que vai receber pela primeira vez uma orquestra brasileira. 
 
No programa, Heitor Villa-Lobos com A Floresta do Amazonas e Choros nº. 6, e Tom Jobim, Suíte Sinfônica. O Brass Ensemble São Paulo, grupo de metais da Orquestra Jovem do Estado, também está na programação do festival.
 
De Washington, a Orquestra Jovem segue para Nova York para uma apresentação especial no Alice Tully Hall, no Lincoln Center, a convite da Juilliard School. Com solos do pianista malaio Tengku Irfan, de apenas 16 anos e aluno do pre-college da Juilliard, o concerto será dia 25 de março (quarta-feira), às 20h, com entrada gratuita. 
 
No repertório, Abertura Concertante de Camargo Guarnieri, Concerto para piano nº4 de Beethoven, e Choros nº. 6 de Villa-Lobos. Será a primeira vez que um grupo sinfônico jovem brasileiro irá tocar na sala do complexo cultural que abriga a escola referência mundial na formação orquestral e dezenas de companhias artísticas, como o Orquestra Filarmônica de Nova York, fechando assim a estreia da Orquestra Jovem do Estado nos Estados Unidos.
 
 
De acordo com o diretor artístico e pedagógico da Santa Marcelina Cultura, Paulo Zuben, essa turnê será mais um importante passo para a formação musical dos jovens. “Proporcionar esta experiência internacional aos nossos jovens talentos, com o apoio de parceiros que acreditam no nosso trabalho, significa ampliar os horizontes culturais e profissionais de cada um deles. Para nós também é muito gratificante o fato de que a Orquestra Jovem será a primeira sinfônica brasileira a tocar no Kennedy Center, que abriga uma das principais salas de concerto e orquestra dos EUA. Além disso, ficamos muito felizes com o contínuo desenvolvimento da nossa parceria com a Juilliard, que é uma das melhores escolas de música do mundo”, destaca.
 
Para o Bank of America Merrill Lynch, o desenvolvimento da sociedade se concretiza a partir da evolução de cada indivíduo. Por isso, apoia projetos como a Orquestra Jovem do Estado que, por meio da música, contribui para que os jovens descubram e aproveitem o seu potencial de construção de um futuro melhor. 
 
A Orquestra Jovem também tem como patrocinadores o Banco Itaú e o escritório de advocacia Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. 
 
O convite da Juilliard School é resultado de uma parceria firmada em 2010 entre a Santa Marcelina Cultura com a escola nova-iorquina e tem por objetivo promover o intercâmbio de estudantes e professores norte-americanos com as iniciativas geridas pela Santa Marcelina em São Paulo. Uma delas é o Guri – programa de inclusão sociocultural que utiliza a música como ferramenta de ensino. O programa de cooperação entre as instituições visa reunir a excelência de ensino musical da Juilliard School com a experiência sociopedagógica do programa Guri. 
 
Desde que foi firmada a parceria, o conservatório envia com regularidade alguns de seus profissionais para temporada de atividades em São Paulo, como master classes, workshops e concertos didáticos, assim como recebe alunos e professores das instituições ligadas à Santa Marcelina Cultura.
 
Serviço
ESTADOS UNIDOS
Washington
Data: 22 de março, domingo
Local: The Kennedy Center – Concert Hall
IBERIAN SUITE: global arts remix – Festival Internacional de Dança, Teatro, Música, Artes Visuais, Literatura, Desenho e Moda
Horário: 19h30
Endereço: 2700 F Street, NW Washington, DC 20566
Ingressos: US$ 58 a US$ 15 
Programa:
Antonio Carlos Tom Jobim – Suíte Sinfônica
Heitor Villa-Lobos – A Floresta do Amazonas
Veleiros
Melodia Sentimental 
Canção de Amor 
Heitor Villa-Lobos – Choros nº. 6
Participação da soprano Harolyn Blackwell (EUA)
Mais informações: www.kennedy-center.org
www.kennedy-center.org/events/?event=XPISK
 
Nova York
Data: 25 de março, quarta-feira
Local: Alice Tully Hall – Lincoln Center
Horário: 20h
Endereço: 1941 Broadway, New York, NY 10023
Entrada gratuita
Programa:
Camargo Guarnieri – Abertura Concertante
Ludwig van Beethoven – Concerto para piano nº4
Heitor Villa-Lobos – Choros nº. 6
Mais informações: http://lc.lincolncenter.org/ 
 
 
Harolyn Blackwell – soprano
Cantora lírica norte-americana com performances expressivas e exuberante nas melhores casas de ópera dos Estados Unidos e Europa, nasceu em 1955 e logo no início da carreira atuou em musicais da Broadway, como no espetáculo West Side Story, que ficou em cartaz por muitos anos. Pouco depois, ficou entre as finalistas no concurso Metropolitan Opera Auditions e a partir daí sua carreira mudou do teatro musical para a ópera. Participou de diversos festivais internacionais como o Glyndebourne Festival, Mostly Mozart, entre tantos outros. Atuou em algumas das principais produções do Metropolitan Opera, como As Bodas de Fígaro, Die Fledermaus, Werther e La Fille du Regiment. Apresentou-se em séries de concertos aclamados, incluindo o Wigmore Hall, em Londres, e o Weill Recital Hall, do Carnegie Hall e colecionadora de prêmios e honrarias que a possibilitaram, por exemplo, estudar na Itália com a soprano lírica Renata Tebaldi (1922-2004) – considerada um dos grandes nomes da ópera italiana – e com o tenor Carlo Bergonzi (1924-2014). Mais informações, acesse www.harolynblackwell.com
 
Tengku Irfan – pianista
Natural da Malásia, o jovem de apenas 16 anos e atualmente aluno do pre-college da Juilliard School, iniciou os estudos em piano aos 7 anos e logo começou a compor peças para o instrumento, peças de câmara e obras orquestrais. Com 11 anos, estreou como solista com a Orquestra Filarmônica da Malásia sob a batuta do diretor musical Claus Peter Flor e já improvisando suas próprias cadências para os três movimentos do Concerto para Piano de Beethoven em Mi bemol (WO04). Já tocou com a Orquestra Filarmônica da Tailândia e com a Orquestra Sinfônica Nacional da Estônia. Para mais informações, acesse www.tengkuirfan.com.
 
 
Orquestra Jovem do Estado de São Paulo
De 2012 pra cá realizou três turnês internacionais, sendo que por dois anos consecutivos esteve na Alemanha e participou dos festivais MDR Muiksommer, na região da Saxônia, e do Young Euro Classic, em Berlim, onde tocou na histórica sala Konzerthaus. Ano passado esteve em Amsterdã, na Holanda, e se apresentou na moderna sala Muziekgebouw e na França, encantou o público do Festival Berlioz, realizado em La Côte Saint-André, cidade que fica na região de Lyon e terra natal do compositor Hector Berlioz.  Recentemente, a Orquestra Jovem do Estado ganhou o Prêmio CONCERTO 2014 na categoria Jovem Talento, uma iniciativa da Revista CONCERTO – principal publicação especializada em música clássica no país.