Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Orquestra Jovem do Estado faz a primeira turnê internacional de sua história

13 de agosto de 2012

Após 33 anos, a Orquestra Jovem do Estado viajará pela primeira vez ao exterior. Formada por 90 alunos da EMESP Tom Jobim, a Orquestra participará do tradicional Festival alemão MDR Musiksommer, na região da Saxônia, sob regência de seu diretor musical e maestro titular, Cláudio Cruz. A turnê é parte do projeto de reformulação que, desde o início do ano, vem destacando a orquestra como um programa de excelência na formação de instrumentistas no país, além de principal referência para os demais grupos semi-profissionais mantidos pelo Governo do Estado.

Para Renato Bandel, coordenador artístico-pedagógico da Santa Marcelina Cultura e responsável pela orquestra, a participação no MDR não poderia acontecer num momento melhor. “No instante em que temos um plano de trabalho voltado para a excelência do aprendizado, essa turnê passa a ser estratégica para o amadurecimento do conjunto. Viajar juntos, realizar o programa de ensaios, conhecer a terra de Bach, tudo isso colabora na ampliação da visão de mundo para que esses jovens músicos se tornem num futuro próximo profissionais completos”, afirma. 

Para o programa das duas apresentações, Cruz e Bandel selecionaram a Suíte Sinfônica n. 2 – Pernambucana, de Guerra-Peixe, pensando em mostrar uma composição tipicamente brasileira, com muita percussão e que remete a vários ritmos nordestinos. Em seguida, a Pequena Suíte, de Claude Debussy, permitirá revelar as possibilidades sonoras da orquestra.

Por fim, a Sinfonia n. 9 “Do Novo Mundo”, de Antonin Dvorák, criada no período em que o compositor tcheco estava nos Estados Unidos, encantado com o país e ao mesmo tempo saudoso de sua terra. “Esta peça foi escrita num contexto semelhante à situação dos músicos da OJE na Alemanha. Felizes fora do Brasil, pensando no retorno”, explica Cruz. No retorno ao Brasil, o grupo se apresentará no dia 26 de agosto, às 11 horas, na Sala São Paulo, com o mesmo repertório.

A Orquestra Jovem do Estado ficará hospedada na cidade de Sonderhausen, na Landesakademie, academia de música da região. No dia 17, se apresentarão na cidade de Bad Elster e, no dia 19, em Tambach-Diethars. Ambos os concertos serão ao ar livre, seguindo a tradição dos festivais de verão da Alemanha, que levam o público para fora das salas de concerto. Eles vão aproveitar para conhecer a cidade de Leipzig, onde J.S. Bach desenvolveu a maior parte de sua produção artística. É a primeira vez que este Festival recebe uma orquestra jovem.

A reestruturação da Orquestra Jovem do Estado foi iniciada este ano a partir do rigoroso processo seletivo dos bolsistas e modificação no sistema de ensaios, realizada pela equipe artístico-pedagógica da EMESP Tom Jobim. A Secretaria de Estado da Cultura aumentou os valores das bolsas de estudos, passando de R$ 460 para R$ 1 mil mensais. Também foi intensificado o número de concertos, bem como a participação de regentes e solistas convidados.

Nesta temporada, a Orquestra já foi regida por Wladimir Ashkenazy, Frank Shipway e Cláudio Cruz. A agenda de concertos deste ano inclui ainda concerto em Paulínia em setembro, com os pianistas Hibiki Tamura e Kyoshiro Hirama; uma apresentação no Teatro Alfa dentro da temporada do Mozarteum, sob regência de Rolf Beck em outubro, e concerto na Sala São Paulo em novembro. No mês de dezembro acontece o encerramento da temporada ao lado do Coral Jovem do Estado, executando Fantasia Coral, de Beethoven.

Festival MDR Musiksommer

O MDR Musiksommer é um importante festival regional criado em 1992 pelo Departamento de Rádio Musical de Leipzig (Central Alemã de Radiotransmissão – Mitteldeutsche Rundfunk) que a cada ano reúne artistas de renome internacional, orquestras e ensembles, fomentando o turismo da região no verão. O evento abarca os estados alemães da Saxônia, Saxônia-Anhalt e Turíngia, de grande tradição na história da música europeia (na região, há monumentos históricos como o castelo Wartburg, declarado patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, além das igrejas e castelos das “cidades do circuito de Bach”).

Todos os anos, em julho e agosto, as apresentações trazem orientações temáticas diferentes para séries de concertos especiais, abrangendo uma vasta gama de gêneros musicais, que vai do repertório clássico “popular” à execução de composições barrocas com instrumentos da época, do repertório de oratórios e coros à música moderna e contemporânea, além de concertos de jazz.  Na edição deste ano, estão previstas 59 atrações.

Serviço:
Orquestra Jovem do Estado
Regência: Cláudio Cruz
Data: 26 de agosto, domingo
Horário: 11 horas
Duração: 1h 30min
Local: Sala São Paulo
Endereço: Praça Júlio Prestes, 16 – Luz
Informações: (11) 3351-8200
Classificação etária: livre
Capacidade: 1.484 lugares
Acesso a deficientes físicos
Ingressos gratuitos