Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Orquestra Jovem do Estado convida Arnaldo Cohen para o encerramento da temporada 2012

14 de dezembro de 2012

O encerramento da temporada 2012 da Orquestra Jovem do Estado, grupo ligado à EMESP Tom Jobim, escola do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura, tem como destaque a participação do pianista Arnaldo Cohen nos dias 20 e 22 de dezembro, às 21 horas, na Sala São Paulo. Os concertos contam também com a participação dos baixos Sávio Sperandio, Carlos Eduardo Marcos, da soprano Elayne Casehr, das mezzo-sopranos Lidia Schaffer e Magda Painno, do tenor Marcello Vannucci, além do Coral Jovem do Estado. A regência é de Cláudio Cruz, diretor musical e regente titular da Orquestra.

No primeiro concerto, dia 20 de dezembro, será anunciado também o vencedor do Prêmio Ernani de Almeida Machado, no valor de R$ 60 mil, o maior concedido até hoje a uma orquestra jovem, que deverá ser utilizado para aperfeiçoamento do bolsista premiado em uma instituição de ensino no exterior. O benefício vem do patrocínio fechado entre a Santa Marcelina Cultura, organização social responsável pela gestão da EMESP Tom Jobim, e o escritório Machado, Meyer, Sendacz e Opice Advogados. A iniciativa se repetirá nos próximos quatro anos e faz parte das comemorações dos 40 anos do escritório.

Além do prêmio principal, outras quatro premiações estão no pacote, no valor de R$ 15 mil cada, que poderão ser usadas em uma bolsa de estudos ou na compra de instrumentos. Duas delas são voltadas para bolsistas do naipe de cordas, e para as outras duas, bolsistas dos naipes de madeiras, metais, percussão, além de piano e harpa. O patrocinador também realizou aporte para a compra de instrumental de percussão de primeira linha para o grupo, que será estreado na ocasião. São pratos, marimbas, pandeiros sinfônicos, tontons, tímpanos, compondo um sofisticado kit fundamental para a melhoria da sonoridade da orquestra.

“Não restam dúvidas que 2012 foi um ano de muitas conquistas para a Orquestra Jovem. Tivemos o aumento no valor da bolsa, o que acentuou a concorrência e nível dos músicos bolsistas. A reformulação promovida em conjunto com o Cláudio Cruz foi muito bem sucedida e tivemos excelentes performances do grupo com  críticas muito favoráveis da imprensa especializada. A participação de grandes maestros, como Ashkenazy e Shipway, além da primeira viagem à Europa, contribuíram muito para a formação desses jovens. E para coroar este grande ano, conheceremos o vencedor do Prêmio Ernani de Almeida Machado, que receberá uma bela bolsa para estudar em um importante conservatório, a ser escolhido pelo bolsista”, explica o diretor artístico-pedagógico da Santa Marcelina Cultura, Paulo Zuben.

O repertório das duas noites traz uma das mais famosas obras do compositor francês Maurice Ravel, Bolero, composta originalmente para um balé, tem um único movimento e é descrita pelo próprio autor como “uma peça para orquestra sem música”. Na sequência, será apresentada Rapsódia em Blue, de George Gershwin, que mescla elementos da música clássica e do jazz. No encerramento, os cinco cantores convidados e o Coral Jovem do Estado sobem ao palco para interpretação de Fantasia Coral, de Beethoven.

Programa

Maurice Ravel – Bolero
George Gershwin – Rapsódia em Blue
Ludwig van Beethoven – Fantasia Coral

Serviço:
Orquestra Jovem do Estado
Regência: Cláudio Cruz
Datas: 20/12, quinta, 21h
          22/12, sábado, 21h
Duração: 70 minutos
Local: Sala São Paulo
Endereço: Praça Júlio Prestes, 16 – Luz
Ingressos: R$ 20 (inteira); R$10 (meia)