Santa Marcelina Cultura

MENU

NOTÍCIAS

Guris visitam o Centro Cultural São Paulo

31 de outubro de 2011

Um dos mais importantes centros culturais do país, o Centro Cultural São Paulo (CCSP) mantém atividades multidisciplinares de forma permanente. Oito polos visitarão o  espaço em novembro.

Os alunos do Guri iniciam, em 1º de novembro, mais uma série de visitas para conhecer um dos mais importantes espaços culturais do país, o Centro Cultural São Paulo (CCSP), que fica na rua Vergueiro, 1000, Paraíso.
A proposta é oferecer aos alunos do Guri a possibilidade de conhecer espaços onde acontecem as principais atividades culturais da cidade. Locais como a Sala São Paulo e o Centro de Exposições do Itaú Cultural já foram visitados por alunos do Programa.
Dessa vez, oito polos poderão levar até 40 alunos para conhecer o CCSP durante todo o mês de novembro: Pirapora do Bom Jesus, PEFI Imigrantes, Oficina de Artes Morumbi, Arujá, Santa Cruz – Guarulhos, N. Sra. Achiropita, CEU Parque São Carlos e CEU Campo Limpo.
 

História
Concebido inicialmente para abrigar uma extensão da Biblioteca Mário de Andrade, o Centro Cultural São Paulo acabou sofrendo, com o tempo, uma série de adaptações para se transformar em um dos primeiros espaços culturais multidisciplinares do país.
Inaugurado em 1982, oferece espetáculos de teatro, dança e música, mostras de artes visuais, projeções de cinema e vídeo, oficinas, debates e cursos, além de manter sob sua guarda expressivos acervos da cidade de São Paulo: a Coleção de Arte da Cidade, a Discoteca Oneyda Alvarenga, a coleção da Missão de Pesquisas Folclóricas de Mário de Andrade, o Arquivo Multimeios e um conjunto de bibliotecas que ocupa uma área superior a 9 mil m².
Com quatro pavimentos e uma área de 46,5 mil m², seu projeto arquitetônico se destaca pela maneira como se integra ao espaço urbano. O projeto dos arquitetos Luiz Benedito Telles e Eurico Prado Lopes dissolve a construção na topografia do terreno. Sem barreiras, convida, quem passa, a entrar. Para quebrar a rigidez do concreto e do aço, amplamente utilizados na construção, o projeto arquitetônico previu imensos espaços vazados e envidraçados, que permitem a entrada de luz natural, e ainda manteve, no centro da construção, um jardim de 700 m², onde a vegetação original foi preservada.
 

Discoteca Oneyda Alvarenga
Um dos mais importantes acervos do CCSP é a Discoteca Oneyda Alvarenga. Idealizada por Mário de Andrade enquanto esteve à frente do Departamento de Cultura da cidade de São Paulo, foi criada em 1935, com o nome de Discoteca Pública Municipal. Recebe o atual nome em homenagem a sua primeira diretora.
Tem um dos mais importantes acervos especializados em música do mundo, composto de música erudita, popular e folclórica, de procedência nacional e estrangeira, disponível para consulta e audição.  Destacam-se, entre outras, coleções de obras completas de Johann Sebastian Bach, obras de Cláudio Monteverdi, várias marchinhas de carnaval e algumas obras de música contemporânea.
A coleção de discos de música erudita, popular, nacional e estrangeira. Possui aproximadamente 45 mil discos de 78 rpm, 30 mil discos de 33 rpm e 2,5 mil CDs. Parte das coleções digitalizadas está disponível para audição no site da Web Rádio CCSP (saiba mais)
Também conta com cerca de 62 mil partituras de música erudita, popular, nacional e estrangeira; 10 mil livros de música; 400 títulos de revistas e hemeroteca musical.

 Programação de visitas de Polos do Guri ao CCSP
1º/11 | 14h – Pirapora do Bom Jesus
11/11| 14h – PEFI Imigrantes
18/11| 10h – Oficina de Artes Morumbi
18/11| 14h – Arujá
22/11| 14h – Santa Cruz – Guarulhos
23/11| 14h – N. Sra. Achiropita
25/11| 14h – CEU Parque São Carlos
29/11| 14h – CEU Campo Limpo