Santa Marcelina Cultura

MENU

Orquestra do Theatro São Pedro | Inspirações

O quarto programa sinfônico da temporada 2019 da Orquestra do Theatro São Pedro acontece nos dias 12 e 13 de outubro, e conta com a regente Simone Menezes e a mezzo-soprano Juliana Taino. Intitulado Inspirações, o repertório trabalha as influências musicais e sociais de Maurice Ravel, Villa-Lobos e Piazzolla, com destaque para os excertos da opereta María de Buenos Aires, do último.

Repertório

MAURICE RAVEL
Mamãe Gansa

ASTOR PIAZZOLLA
Excertos da ópera Maria de Buenos Aires

HEITOR VILLA-LOBOS
Bachianas Brasileiras nº 7

Sobre o(a) regente

Simone Menezes, regente
Natural de Brasilia, Simone Menezes é uma regente brasileira reconhecida pelo seu engajamento em projetos criativos e inovadores. Fundou a Camerata Latino Americana, uma orquestra de câmara que atraiu a atenção da International Society for the Performing Arts em Nova York. Além do repertório standard, se dedica a divulgação da música de concerto brasileira e latino americana, tendo gravado 2 CDs e estreado mais de 20 obras. Baseada na França desde 2017, Simone colabora com artistas como Paavo Jarvi, Thomas Adés, Ole Edward Antonsen, Marin Alsop, entre outros. Em 2019 ficou em segundo lugar no concurso europeu Mawoma Maestra Women, regendo a Wiener KammerOrkester in Viena.

Começou sua carreira em 2004 quando funda, ainda durante sua graduação, a Orquestra Sinfônica Jovem da Unicamp e assume o posto de regente assistente da Orquestra Sinfônica da USP. Em 2006 recebe uma bolsa da Fapesp para se especializar em regência de música contemporânea como residente na Casa da Música no Porto e na Cité de la Musique em Paris. Em 2007, recebe uma bolsa de estudos da École de Musique de Paris e alí permanece entre 2007 e 2008. Simone Menezes é aprovada pelo jury em seu concerto final e recebe o Diplôme Superieur de Direction d´Orchestre após um ano de estudos sendo este um marco histórico naquela instituição visto que o período tradicional de curso é 3 anos.

Em 2008 retorna ao Brasil e grava com o patrocínio da Petrobrás Cultural, obras contemporâneas brasileiras em um projeto que envolveu compositores, orquestra e solistas de oito universidades brasileiras. No mesmo ano assume a regência da Orquestra Sinfônica da Unicamp onde lidera um processo de reestruturação que inclui a criação da série de concertos de câmara Panorama da Música Brasileira indicada ao Prêmio APCA como melhor projeto musical. Simone Menezes já dirigiu algumas das principais Orquestras Brasileiras entre elas a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp).

Em 2013 deixa a Orquestra da Unicamp e funda a Camerata Latino Americana, tendo como meta iniciar um grupo especializado na interpretação deste repertório. Neste mesmo ano inicia uma parceria com a Emesp – Orquestra Jovem do Estado de São Paulo e com o maestro Claudio Cruz, dirigindo diversos concertos na Sala São Paulo. Entre 2014 e 2015 recebe uma fellowship para estudar e acompanhar o maestro Paavo Jarvi, colaborando com ele em projetos com Deutsche Kammerphilharmonie BremenFrankfurt Radio OrchestraSymphoniker Wien, entre outros.

Em 2016 se muda para a França e cria, junto com a pianista brasileira Sonia Rubinsky o Villa-Lobos Project, um projeto que visa promover a musica de Villa-Lobos internacionalmente agregando músicos brasileiros e estreitando os laços entre nossos músicos e instituições internacionais. Engajamentos recentes incluem Orchestre Pasdeloup em Paris, Orchestre National de LilleOrchestre National du Pays de la Loire, Orchestre Pasdeloup,Orchestre d’Auvergne (França)Rotterdam Philharmonic Orchestra (Holanda), Osaka Symphony Orchestra, entre outras.
Em 2019 é segundo lugar no concurso Mawoma em Viena e em 2020 lança seu novo ensemble “K” baseado no triangulo Paris, Norte da França e Bruxelas.

Sobre o(a) solista

Juliana Taino, mezzo-soprano

Nascida em 1991, a mezzo soprano Juliana Taino é formada em música pela Faculdade de Artes Alcântara Machado (SP). Fez parte da 1° turma do Opera Studio do TMSP. Atuando desde 2011, já foi solista da 9º Sinfonia de Beethoven e participou das óperas “Dido e Eneas” (H. Purcell), como segunda bruxa, “Carmen” (G. Bizet) como Carmen e Mercedez, “A Flauta Mágica” (W. A. Mozart) primeira e segunda dama, foi Lucilla em “A Escada de Seda” (G. Rossini), Fenena em “Nabucco”, Flora em “La Traviata” e Maddalena “Rigoletto” (G. Verdi) no Theatro Municipal de São Paulo; Maria em “Porgy and Bess” (G. Gershwin) e Hippolyta em “Sonho de uma noite de verão” (B. Britten) no Theatro São Pedro. Foi semifinalista das Academia de Ópera de Paris e vencedora do Concurso Jovens Solistas da Fundação Clóvis Salgado, do Concurso de Canto Maria Callas e da Academia de Ópera de Florença.

 

Data: 12/10/2019

Horário: 20:00

Local: Theatro São Pedro

Rua Barra Funda, 161 – São Paulo/SP

Entrada: Paga

Ingressos: R$ 30 a R$ 15 (meia)

Compre o ingresso online