Santa Marcelina Cultura

MENU

Homenagem a Heidi Lazzarini

O Theatro São Pedro abre as portas ao público para dois concertos gratuitos em homenagem a Heidi Lazzarini (1939-2003), nos dias 16 e 17 de fevereiro. Soprano, Heidi Lazzarini teve grande contribuição à cultura não apenas em cima do palco, mas também como professora e difusora. Em sua lembrança, a Orquestra do Theatro São Pedro se apresenta sob a regência do maestro Cláudio Cruz, em concerto cênico com direção de William Pereira. Intitulado Narrativas Incidentais, o programa conta com os poemas sinfônicos Prometeu, de Leopoldo Miguez, e Idílio de Siegfried, de Richard Wagner, além de Egmont, música incidental de Beethoven, que terá participação da soprano Marina Considera e do narrador Luiz Guilherme.

A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos 2 horas antes do início dos espetáculos, com limite de 4 ingressos por pessoa. Além dos concertos oficiais, no sábado, dia 16, às 20h.; e no domingo, dia 17, às 17; acontece também um ensaio aberto, na sexta-feira, dia 15, às 11h.

Aguardamos vocês lá!

Homenagem a Heidi Lazzarini
Orquestra do Theatro São Pedro
Cláudio Cruz, regência
William Pereira, direção cênica
Marina Considera, soprano
Luiz Guilherme, narrador

Narrativas Incidentais
Prometeu, de Leopoldo Miguez
Idílio de Siegfried, de Richard Wagner
Egmont, opus 84, de Ludwig van Beethoven

15 de fevereiro, 11h (ensaio aberto)
16 de fevereiro, 20h
17 de fevereiro, 17h
Entrada franca. Ingressos disponíveis 2 horas antes do início do espetáculo, com limite de 4 ingressos por pessoa.

Repertório

Narrativas Incidentais
Prometeu, de Leopoldo Miguez [Editor: Academia Brasileira de Música]
Idílio de Siegfried, de Richard Wagner
Egmont, opus 84, de Ludwig van Beethoven

Sobre o(a) regente

Cláudio Cruz, regente
Iniciou-se na música com seu pai, o luthier João Cruz, posteriormente recebeu orientações de Erich Lenninger, Maria Vischnia e Olivier Toni. Foi premiado pela APCA e recebeu os prêmios Carlos Gomes, Bravo, Grammy, entre outros. Foi regente titular das sinfônicas de Ribeirão Preto e de Campinas. Atuou como diretor artístico e regente nas montagens das óperas Lo Schiavo e Don Giovanni, em Campinas; e Rigoletto e La Boheme, em Ribeirão Preto. Participa de festivais internacionais nos EUA e no Brasil. Atua como regente convidado em diversas orquestras no Brasil, América do Sul, Europa e Japão. Atualmente, é  regente e diretor musical da Orquestra Jovem do Estado de São Paulo e primeiro violino do Quarteto de Cordas Carlos Gomes.

Sobre o(a) solista

Marina Considera, soprano
Luiz Guilherme, narrador

Ficha Técnica

William Pereira, concepção e direção cênica
Graduado em direção teatral pela ECA-USP, William Pereira estagiou em teatro lírico na English National Opera e na Royal Opera House, em Londres. Tem se destacado nas temporadas líricas e teatrais do país em espetáculos com grande repercussão de público e crítica. Entre seus principais trabalhos, estão as estreias mundiais das óperas A Tempestade, de Ronaldo Miranda, Olga, de Jorge Antunes, e Onheama e Natividade, de João Guilherme Ripper. Ganhador dos prêmios Carlos Gomes, APCA, Governador do Estado e Shell.

Data: 17/02/2019

Horário: 17:00

Local: Theatro São Pedro

Rua Barra Funda, 161 – São Paulo/SP

Entrada: Franca