Santa Marcelina Cultura

MENU

A Rítmica como Linguagem: Improvisação Livre, Ética e Auto-Organização

No dia 9 de novembro, às 17h30, Rafael Cab apresentará a segunda edição do workshop A Rítmica como Linguagem: Improvisação Livre, Ética e Auto-Organização. Dessa vez, o músico vai abordar as práticas de improvisação livre e guiada com as pessoas presentes, tendo como base o que foi exposto no primeiro encontro.

Este é um dos três workshops oferecidos por Rebeca Bayeh e Rafael Cab, que dão continuidade do curso A Rítmica como Linguagem, ministrado pelo professor Heri Brandino. O objetivo desses workshops é compreender o conceito de rítmica como algo amplo, interseccionado a outros saberes e manifestações humanas, como a cultura no caso da Rebeca Bayeh e a consciência e seus ciclos no caso do Rafael Cab.

Rafael Cab
Improvisador, baterista, artista visual e educador. Dedica-se atualmente a projetos de arte sonora focados em música livre/inventiva e desenvolvimento composicional contemporâneo. É idealizador do Grande Grupo Não Domesticado – grupo de pesquisa e desenvolvimento em improvisação não idiomática e improvisação dirigida – como improvisador circula constantemente na cena de música livre da Grande São Paulo em apresentações que vão de solo a participação em grandes formações, destaque para a São Paulo Improvisadores em Orquestra (SPIO) e o trio com Luiz Eduardo Galvão e Luis Felipe Lucena. Ainda dentro do espectro da música livre é um dos organizadores do Espaço Sem Centro – encontro mensal de música experimental que acontece desde janeiro de 2017. Também integra o sexteto Conde Favela, que dedica-se a pesquisas em hard bop
e free jazz e o grupo percussivo ABC Drums & Percussive Ensemble, que desenvolve pesquisa sobre ritmos do mundo. Em artes visuais, desenvolve pesquisa autoral em pintura contemporânea, além de cartazes para apresentações artísticas e capas de disco.

Data: 09/11/2018

Horário: 17:30

Local: Sala 604 – EMESP Tom Jobim

Entrada: Franca